Idosos sem reajuste de plano de saúde

Advogado de plano de saúde RJ divulga notícia sobre reajuste de plano de saúde de idosos

Rio – O reajuste dos convênios médicos de pessoas com mais 59 anos de idade será retirado do texto que altera a Lei dos Planos de Saúde (9.656/1998) que a Comissão Especial da Câmara dos Deputados deve votar hoje. Por encontrar resistência até entre as operadoras, o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), relator da proposta, disse que vai retirar do texto o aumento escalonado para idosos.

A avaliação do deputado é de que não vale a pena manter o artigo “já que parece não estar bom para ninguém”. Marinho disse não entender a posição de entidades de defesa do consumidor que foram contrárias ao artigo. Em sua avaliação, o parcelamento iria beneficiar o idoso. O que é contestado pelo senador Paulo Paim (PT-RS). “Isso é uma picaretagem”, afirma o senador. “Esse aumento fere o Estatuto do Idoso, que garante que a pessoa com mais de 60 anos não pode ser discriminada”, diz Paulo Paim.

“Na Lei dos Planos de Saúde já consta que as gerações mais jovens paguem a mensalidade para que, quando a idade avançar, não tenha que pagar outra vez”, informa Paim. O senador acrescenta que “ao abrir a possibilidade de cobrança diferenciada, o relator – que é o mesmo da Reforma da Previdência – permitirá que os reajustes ultrapassem 100%. Ou seja, ficará inviável para o idoso pagar, com isso haverá abandono dos planos.” “No momento que a pessoa mais precisa, terá que pagar o dobro de mensalidade”, adverte.

Fonte: O Dia Online 

Tags: direito do consumidor, reajuste de plano de saúde, reajuste de plano de saúde de idosos, advogado de plano de saúde RJ, advogado de plano de saúde no Rio de Janeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *